quinta-feira, 8 de maio de 2008

Nas Dobras e desdobramentos - Devaneio 16 - Desenho 58




Técnica: Lápis de cor em papel reciclato + photoshop

Modelo: Évelin Bandeira (grande nova amiga)


Nas dobras e desdobramentos

No inicio somos e não sabemos
E em um segundo momento, nos esquecemos.
E com a sorte ou destino
De repente nos reconhecemos
Esbarramo-nos meio que por acidente.

E que feliz acidente!

Dobramos-nos no vento,
Em busca de um único e perfeito movimento.
Chegamos a configurações inimagináveis
Á lugares que não existiam,
Pois não pensávamos em criá-los.

Nos encantamos com os movimentos de uma boneca
Nos seus movimentos de pano e encantos de pimenta
Nas risadas de palhaços, nos vazios dos espaços
Na simples busca do indefinido
Na incerteza do que é incontido de fato.
E de fato, os fatos são abstratos, e não só retratos.